Entenda o que são e confira 10 exemplos de regras de negócio

Você sabe o que são regras de negócios e como elas podem ajudar muito a agilizar processos em sua empresa?

Então, confira esta definição do ABPMP BPM CBOK V3.0:

“Regra de negócio é a lógica que guia o comportamento e define O QUE, ONDE, QUANDO, POR QUE e COMO será feito, além de como o negócio será gerenciado ou governado. As regras podem assumir muitas formas, de simples decisões booleanas a decisões que envolvem regras de lógica mais complexas. Regras são declarativas e não podem ser decompostas sem perder seus significados”

Neste post, você verá 10 exemplos de regras de negócio definidas de forma clara para todos os envolvidos no processo. Para que isso funcione adequadamente, é muito importante, também, criar um documento de regras de negócio que formalize quais são elas e como devem ser aplicadas.

Veja, agora, alguns exemplos de regras de negócio de um sistema de informação.

Veja também: Quais as vantagens de adotar um sistema para regras de negócio em sua empresa?

10 exemplos de regras de negócio

As regras de negócio em um software podem ajudar empresas a tomar decisões de forma ágil e segura.

Mas muitas pessoas têm dúvidas sobre como isso funciona na prática. Para que fique tudo mais claro, nada como analisar alguns exemplos de regras de negócio, confira:

Exemplos de regras de negócios em um banco:

Para descontar um cheque no caixa:

“Cheques até R$ 100,00 reais, compensar sem verificar a assinatura; entre R$ 100,01 e R$ 500,00, verificar assinatura; acima de R$ 500,00, verificar qualidade do papel e outros itens de segurança, além da assinatura”

Para conceder limite de cheque especial até R$ 1.500,00:

“Deve ser cliente do banco há mais de um ano, nunca ter emitido cheques sem fundo e não constarem restrições nos sistemas de verificação de crédito”

Para conceder empréstimo para compra de veículo até R$ 50.000,00:

“Deve ser cliente do banco há mais de dois anos, nunca ter emitido cheques sem fundo, não constarem restrições nos sistemas de verificação de crédito, ter uma renda comprovada de R$ 7.500,00 e não estar usando cheque especial ou rotativo de cartão de crédito em valor superior a R$ 2.500,00”

Exemplos de regra de negócios em um e-commerce:

Imagine que você precisa definir regras de negócio para detectar fraudes em um e-commerce.

Uma regra comum, com este fim, poderia ser esta:

“Se o CPF não tiver restrições e a operadora indicar que o cartão tem limite disponível, liberar a compra”

Mas, infelizmente, quem comete fraudes em e-commerces costuma se especializar em burlar exatamente este tipo de controle mais básico e óbvio.

Por isso, uma saída é criar outras de regras de negócio em seu sistema de informação cada vez mais complexas e detalhistas.

Só que, para isso, é preciso contar com alguns dados mais aprofundados sobre o perfil de quem comete fraudes.

Segundo pesquisas, o perfil de fraudadores são indivíduos com mais de 30 anos, a maioria homens, com excelente escolaridade e bons conhecimentos de contabilidade.

Nesse caso, poderia ser criar uma regra mais complexa, baseada em dados do perfil do cliente:

“Verificar o perfil do cliente em nosso banco de dados. Para homens com mais de 30 anos e formação contábil, além de verificar se o CPF não tem restrições e o limite disponível no cartão, ligar para o cliente e confirmar seus dados antes de liberar a compra”

Mas sua empresa pode contar com outros tipos de informações relevantes. Por Exemplo: seu banco de dados indica que fraudes são mais comuns com determinados tipos de produtos e para valores acima de mil reais.

Assim, pode-se incluir mais esta verificação em sua regra de negócio:

“Verificar o perfil do cliente em nosso banco de dados. Para homens com mais de 30 anos e formação contábil, além de verificar se o CPF não tem restrições e o limite disponível no cartão, ligar para o cliente e confirmar seus dados antes de liberar a compra. Além disso, para compras de produtos da lista VISADOS PARA FRAUDE e compras acima de R$ 1.000, consultar mais de um órgão de verificação de crédito, a lista de pseudônimos usados por fraudadores e de documentos perdidos ou roubados”

Em alguns casos, como as regras de negócio estão sendo gerenciadas por um motor de regras de negócios, que faz tudo automaticamente, nem é preciso dividir as regras em níveis de complexidade, porque a automatização trará maior segurança em todos os níveis, sem tornar o processo mais lento.

Confira este esquema que ilustra uma complexa regra de negócio automatizada por um motor de regras de negócios.

Veja que ela envolve a consulta automática a vários bancos de dados e sistemas de informação:

exemplos de regras de negócio

Fonte: ASBPM

Exemplos de regras de negócios em fábricas e escritórios:

Em um escritório de advocacia, para decidir que nível de advogado será responsável por uma causa:

“Para causas até R$ 5.000,00, advogados júnior; entre R$ 5.000100 e R$ 25.000,00, advogados plenos; entre R$ 25.000,00 e R$ 75.000,00, advogados sênior. Independentemente do valor da causa, clientes da lista “Premium” devem ter os processos encaminhados para um sócio da empresa que definirá que advogado será responsável pela causa”

Para definir critérios de promoção em um processo de RH:

“Para ser admitido na lista de prováveis futuros diretores da empresa, o candidato deve ter no mínimo 5 anos de casa; falar inglês fluentemente; ter ao mesmo uma pós-graduação e já ter feito no mínimo 3 viagens internacionais representando a empresa. Além disso, contar com ótimas avaliações de desempenho

Para permitir que uma peça produzida seja encaminhada para a próxima etapa do processo:

“Se a peça pesar entre 999,9 Kg e 1000,1 Kg e a espessura da parede do duto de saída estiver entre 0,20 e 0,23 mm, ela pode ser encaminhada para a próxima fase do processo”

Em uma engarrafadora de sucos, para aceitar ou não um lote de laranjas que será espremido:

“Se mais de uma laranja em cada mil parecer imprópria para o consumo na inspeção visual por amostragem, o lote será recusado”

Confira em nosso blog: O que são regras de negócio e quais as vantagens de aplicá-las em uma empresa

Você usa regras de negócios em sua empresa?

Estes exemplos de regras de negócio em sistemas de informação foram úteis para você? Você usa regras como essas em sua empresa?

Conte para a gente nos comentários e traga mais exemplos!

Post anterior
A liderança na gestão de projetos
Próximo post
Exemplo pronto de diagrama de Ishikawa? Aprenda como fazer!

Posts Relacionados

Nenhum resultado encontrado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu