10 mandamentos para entender o que é controle de qualidade

Definir o que é controle de qualidade no atual cenário competitivo e globalizado poderia ser expresso assim:

Obrigação das empresas de oferecem produtos e serviços sempre dentro das expectativas de satisfacão de seus clientes, sob o riscos de não atenderam a essa demanda e serem incapazes de realizar vendas no nível esperado, gerando grandes prejúzos.

Aquilo que muitos consideravam no passado um diferencial competitivo, entregar produtos e serviços de qualidade é o mínimo que os consumidores modernos, “antenados” e com acesso fácil a informação pelos meios eletrônicos e digitais, esperam de uma empresa.

O conceito de controle de qualidade, apesar do nome poder transparecer uma atividade de mera verificação e checagem das caracteristicas finais dos produtos e serviços, vai muito além disso

Na verdade, seu principal objetivo não é aferir e contar o número de defeitos nos produtos ou falhas de atendimento, mas descobrir as causas e origens desses problemas para poder desenvolver as soluções necessárias e, preferencialmente, antecipar-se a elas para prevení-las. Só assim se poderá atender as necessidades e desejos do consumidor de forma eficiente.

E, neste ponto, surge mais um fator: Como saber o que o seu cliente deseja, para poder atendê-lo com qualidade?

Para facilitar todo esse processo de coleta de dados e controle, uma ferramenta de BPM que permite diminuir falhas de comunicação, disponibilizando panéis de gestão com informações transparentes e os indicadores mais importantes sendo atualizados em tempo real, traz enormes benefícios na gestão da qualidade, principalmente se contar também com o auxílio de pesquisas de satisfação dos clientes.

Evolução do conceito de controle de qualidade

Ao falar de controle de qualidade, muitos se lembram imediatamente do Ciclo PDCA para melhoria de processos. Uma ferramenta importante e bastante utilizada até hoje, merece toda nossa atenção. Mas antes dela, houve toda uma evolução na maneira de se controlar a qualidade. Vamos entender como evoluiu esse conceito.

Saiba mais: Entenda o conceito da Gestão da qualidade

1. Era da inspeção da qualidade

Neste período, que durou de pouco antes do início do século passado até meados dos anos 30, o foco estava no produto. Eles eram inspecionados por obeservação direta, muitas vezes com participação do cliente. Eram verificados uma a um, ou aleatoriamente, em processos pouco ágeis. Apenas se constatavam os defeitos, mas não havia preocupação em melhorar a qualidade.

O que é controle de qualidade na era da inspeção?

Encontrar os produtos com defeito.

2. Era do controle estatístico da qualidade

Com o aumento da pradução industrial, ficava cada vez mais clara a impossibilidade de se verificar todos os produtos. A solucão, que hoje parece óbvia, foi a introdução de sistemas estatísticos de controle por amostragem dos produtos. Neste período que se estendeu até o início dos anos 80, foram criados os departamentos de controle de qualidade, ainda muito focados na produção, e responsáveis por localizar os defeitos e só então pensar em soluções.

O que é controle de qualidade na era estatísca?

Encontrar os defeitos e depois pensar em como solucioná-los.

3. Era da qualidade total

Agora a qualidade deve ser controlada e não apenas medida. O foco passa dos processos para o cliente, que deve estar plenamente satisfeito com a qualidade dos produtos e serviços. Deve-se ter um pensamento preventivo e dividir a responsabilidade pela produção ou entrega de serviços de qualidade com a empresa como um todo e até com fornecedores e parceiros. A abordagem é bem mais estratégica, com foco na satisfação do cliente e na busca de novos instrumentos, muito além da estatística, para assegurar a qualidade nos processos produtivos.

O que é controle de qualidade total?

Atendimento pleno das necessidades do cliente com melhoria contínua dos processos.

Veja também: Entenda o que é qualidade total e como ela está relacionada com a gestão de melhoria contínua

Os 10 mandamentos da qualidade total

São tantos os aspectos que devem ser levados em conta para definirmos com exatidão o que é controle de qualidade em um contexto comtenporâneo, que resolvemos recorrer a uma lista de 10 conceitos apresentados pelo renomado professor Chiavenato e que resume claramente todas as suas características.

  1. Satisfação do Cliente
  2. Delegação (para se aproximar da ação e agilizar soluções)
  3. Gerência (com liderança)
  4. Melhoria Contínua
  5. Desenvolvimento de pessoas
  6. Disseminação de informação
  7. Não aceitar erros (no sentido de buscar a perfeição)
  8. Constâcia de propósitos
  9. Garantia da qualidade
  10. Gerência de processos

Muitos destes mandamentos então presentes em um bom sistema BPM, como o Supravizio, que gera comunicação eficiente, transparência, maior controle, monitoramento e produtividade.

Post anterior
O que é BPM Human Centric?
Próximo post
Confira 4 técnicas de redesenho de processos organizacionais

Posts Relacionados

Nenhum resultado encontrado.

4 Comentários. Deixe novo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu