Conheça os 8 passos do Practical Process Improvement – PPI

Practical Process Improvement (PPI) poderia ser traduzido do inglês como Melhoria Prática de Processos. É uma metodologia que prega uma forma intuitiva e prática de melhorar os processos na empresa por meio do envolvimento de todos os colaboradores da organização de maneira engajada.

É considerado simples a ponto de muitos defenderem que pode ser implementado na empresa sem qualquer necessidade de consultorias externas ou interferência de profissionais de fora do seu negócio.

O método é constituído de 8 passos que devem ser seguidos por todos. Antes disso, algumas providências devem ser tomadas:

 

Practical Process Improvement, providências iniciais:

  • Dividir os colaboradores em equipes, cada uma com um objetivo específico que se refere a algum problema importante da empresa.
  • Equipes ideais têm de 5 a 7 pessoas e um facilitador.
  • Os gestores da empresa devem definir quais são os projetos prioritários da empresa e delegá-los às equipes formadas.
  • Os colaboradores precisam ser treinados no método PPI.
  • O treinamento do Practical Process Improvement dura 5 dias, em período integral, ou pode ser distribuído ao longo de algumas semanas.

O objetivo maior da metodologia Practical Process Improvement é fazer com que as organizações resolvam seus problemas de maneira prática e objetiva, usando os recursos que a empresa já tem à sua disposição.

 

Os 8 passos do Practical Process Improvement

Passo 1 do PPI: Declaração da Missão

  • Identifique o problema
  • Defina limites
  • Desenvolva métricas
  • Identifique stakeholders
  • Fixe objetivos

Passo 2 do PPI: Processo Atual

  • Histórico
  • Fluxograma
  • Identifique os passos-chave do processo
  • Colete dados

Passo 3 do PPI: Simplificar o Processos

  • Procure por desperdícios e problemas óbvios
  • Remova todos os desperdícios e problemas óbvios

Passo 4 do PPI: Analisar os Dados

  • Identifique as possíveis causas
  • Utilize ferramentas de melhoria
  • Verifique com os dados

Passo 5 do PPI: Encontrar Soluções

  • Avalie as soluções com dados
  • Identifique stakeholders
  • Identifique barreiras
  • Desenvolva um plano

Passo 6 do PPI: Testar Soluções

  • Conduza um teste PDSA: Plan (Planejar), Do (Fazer), Study (estudar, agir), Act (Agir)
  • Estude os resultados
  • Tome as atitudes necessárias

Passo 7 do PPI: Padronização

  • Descreva o novo processo
  • Desenvolva um plano
  • Certifique-se de que todas as ações foram completadas

Passo 8 do PPI: Planos Futuros

  • Desenvolva uma lista de itens não solucionados
  • Decida as próximas atividades e envolvimentos das equipes

Após terminar o passo 8, o método do Practical Process Improvement determina que se retome o passo 1, criando um ciclo de melhoria contínua que vai sempre levar a melhores processos e resultados.

 

Diferenças entre o Practical Process Improvement e outros programas

Segundo seu criador, Ed Zunick, o Practical Process Improvement apresente diversas vantagens sobre outros programas de melhorias:

  • O objetivo do PPI é aumentar as receitas e reduzir custos por meio da melhoria contínua.
  • O resultado é um desenvolvimento de melhorias que traz crescimento com rentabilidade, este é o foco: tornar a empresa mais rentável.
  • Inovação, criatividade e busca de novas soluções tem um papel fundamental na metodologia Practical Process Improvement.
  • Níveis de qualidade ou técnicas de “team buliding” não fazem parte das metas do PPI. A meta se materializa em conquistar a fidelidade do cliente, com o envolvimento de todos na empresa e sem medir esforços.
  • O envolvimento dos integrantes da empresa como um todo visa gerar ganhos em todas as etapas da cadeia de valor, para que cada uma delas contribua com o aumento de receitas e a diminuição de custos, otimizando a empresa de forma integrada.
  • Um dos segredos do PPI é sua simplicidade, utilizando métodos e ferramentas ao mesmo tempo poderosos e intuitivos, levando a grandes resultados.
  • Nem consultores externos, nem especialistas, nem o Departamento de Qualidade ou os “figurões” da alta hierarquia da empresa serão os responsáveis pelas melhorias e ganhos de produtividade: a empresa como um todo estará envolvida na criação de grandes ideias e de soluções ainda melhores.

 

Como o Practical Process Improvement atinge resultados?

São 3 aspectos fundamentais:

Gestão integrada em todos os níveis:

Gestores de alto nível, médio e juniores devem trabalhar juntos, mesclando experiência com sangue novo (e novas ideias!). Todos tem papéis importantes e tarefas a cumprir que devem ser desenvolvidas em harmonia em cada equipe, cujos objetivos sempre são claros: aumentar a lucratividade da empresa.

Foco na fidelização dos clientes:

Valorizar a fidelização e a lealdade em um ambiente de muita confiança. Melhorar a eficiência dos processos não é o objetivo, mas um meio para fidelizar os clientes!

Otimizar as operações da empresa:

Não apenas a produção, mas todos os processos envolvidos ao longo de toda cadeia de valor. E isso, evidentemente, pode incluir fornecedores, prestadores de serviços, órgãos governamentais e até os clientes.

Em resumo, o Practical Process Improvement (PPI) é quase uma filosofia que se baseia no envolvimento de todos na empresa, sem exceção, na busca de lucratividade para o negócio e fidelização de clientes, por meio de um método cíclico de 8 passos.

Veja também:

Post anterior
Modelagem de processos: 6 PDFs, 5 vídeos e 4 Slideshares
Próximo post
Como mapear processos passo a passo em 11 etapas simples

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu