Processos de recrutamento e seleção de pessoas trazem mais talentos para a empresa

Processos de recrutamento e seleção de pessoas são essenciais para qualquer empresa. E o motivo é simples: são as pessoas que desempenham as tarefas e é preciso encontrar os profissionais certos para executá-las da forma mais eficaz. E não é fácil achar pessoas devidamente capacitadas, com as devidas habilidades, conhecimentos e atitudes necessárias ao bom desempenho no cargo.

É por isso que muitas empresas tem investido no desenvolvimento de processos de recrutamento e seleção de pessoas com auxílio de ferramentas e técnicas de BPM. Afinal, estes são processos como quaisquer outros e desempenham papel crucial na entrega de valor ao cliente. Porque não usar o que há de mais atual na análise e redesenho de processos, além de tecnologias de modelagem, comunicação e monitoramento, para isso?

Sistemas de BPM ágeis, como o Supravizio, com facilidades para a introdução da cultura de BPM, transparentes e que permitam uma gestão ampla, juntamente com a melhoria de processos, são ideais para realizar este objetivo.

Confira a seguir importância de ter excelentes processos de recrutamento e seleção de pessoas em sua empresa.

Veja também: Processos de gestão de pessoas: saiba como implementar

12 vantagens dos processos de recrutamento e seleção de pessoas

Normalmente, os processos de recrutamento se dividem em internos e externos. Vamos analisar as vantagens de cada um deles:

6 vantagens de processos de recrutamento e seleção de pessoal interno:

  1. Todo potencial dos colaboradores da empresa é aproveitado.
  2. Traz motivação para que os atuais funcionários se dediquem e se desenvolvam profissionalmente para conseguir promoções.
  3. Incentiva a permanência na empresa.
  4. Não é necessário fazer a integração do novo colaborador.
  5. Como os candidatos são bem conhecidos, a seleção costuma ser bastante eficaz.
  6. É um processo de recrutamento e seleção de pessoas bem mais barato.

6 vantagens de processos de recrutamento e seleção de pessoal externo:

  1.     Novos talentos, habilidades e experiências são introduzidos na empresa.
  2.     Mais criatividade e inovação, com a chegada de outras visões e maneiras de pensar.
  3.     Aumento do Capital Intelectual Humano da empresa.
  4.     Renovação da chamada “Cultura Organizacional”.
  5.     Integração do departamento de Recursos Humanos com as práticas desse mercado em outras organizações.
  6.     Práticas bem sucedidas e já aplicas em outras organizações podem ser adaptadas à empresa com a ajuda desses profissionais.

Mas essas vantagens só serão conseguidas se o processo de recrutamento e seleção de pessoas for conduzido da maneira correta, seguindo cada uma de suas etapas.

Saiba mais: Saiba por que é estratégica a automação de processos de RH

Etapas de um processo de recrutamento e seleção de pessoas

Normalmente um processo de recrutamento de pessoas seguido de seleção pode ser dividido nestas etapas:

Definir o cargo:

É preciso descrever corretamente a vaga, detalhando com cuidado as atribuições de quem for desempenhar as atividades e também as necessidades que o cargo tem em termos de conhecimentos, habilidades e atitudes.

Divulgar a vaga:

Isso deve ser feito tanto interna como externamente, pelos mais diversos meios e canais de comunicação, como cartazes, jornais, sites especializados e, em alguns casos, até pelas mídias sociais. Apenas se atentar para o fato de que algumas informações, às vezes, podem ser sigilosas.

Selecionar os currículos:

Esta etapa costuma ser eliminatória e envolve verificar quais dos currículos coletados atendem às necessidades da vaga e se o perfil dos candidatos é adequado ao desempenho das tarefas.

Fazer testes psicológicos:

O perfil comportamental e as atitudes dos candidatos poderão ser corretamente avaliados com a aplicação de testes psicológicos adequados.

Aplicar testes de conhecimentos específicos:

Muitas vezes alguns conhecimentos específicos são necessários para a realização das tarefas relativas à vaga. Testes de conhecimento de inglês e outros idiomas, sobre o uso de determinados softwares, ou a capacidade de operar certas máquinas são alguns exemplos.

Organizar dinâmicas de grupo:

Dinâmicas são uma excelente maneira de avaliar a reação dos candidatos a situações que podem ocorrer no dia a dia de sua função. São muito aplicadas para cargos de gestão e liderança, assim como para vendedores e outros profissionais que precisam mostrar iniciativa e criatividade.

Fazer entrevistas pessoais:

Esta etapa costuma ser conduzida tanto pelo RH como pelo superior imediato do candidato. Para o gestor é uma oportunidade de conhecer pessoalmente a pessoa com quem trabalhará e verificar se realmente atende às suas necessidades.

Escolha final dos candidatos:

Com os resultados de todos os testes e das entrevistas, são escolhidos os candidatos mais adequados para as vagas e convocados a se apresentarem para os procedimentos de contratação.

Como você percebeu, é um processo complexo que merece ser conduzido segundo as melhores práticas. Uma boa modelagem do processo pode garantir contratações mais adequadas e que trarão o melhor capital humano para a empresa.

Conheça as soluções de Recursos Humanos da Venki: Processos de recursos humanos. A resposta segura para a gestão de pessoas.

Post anterior
4 Técnicas de mapeamento, análise e melhoria de processos
Próximo post
3 exemplos de Balanced Scorecards e sua aplicação na empresa

Posts Relacionados

Nenhum resultado encontrado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu