Conversão de leads: 5 estratégias essenciais que não podem faltar em seu plano de marketing

Melhorar sua taxa de conversão de leads é uma das melhores estratégias que você pode fazer pelo seu negócio com pouco ou quase nenhum investimento. Se você busca informações para melhorar sua conversão de leads, provavelmente já está investindo em conteúdo de qualidade e está preocupado em aumentar sua taxa de conversão de visitantes em contatos, certo?

Por isso, nesse artigo vamos focar em dicas práticas para aplicar na criação de landing pages, formulários e conteúdos. São conceitos básicos  e algumas dicas práticas que são essenciais para alcançar uma excelente taxa de conversão de leads.

Melhorar a conversão de leads é só aprimorar os CTAs?

Não, e esse é um dos principais erros que encontramos por aí. É como querer correr uma maratona e treinar uma vez só. O treino até irá ajudar, mas dificilmente será o fator de sucesso para completar a maratona. É preciso mudar a alimentação, se preparar fisicamente e psicologicamente, usar a roupa correta, etc.

Muitos profissionais acreditam que mudar a forma como está escrito o texto de um banner de e-book ou alterar a quantidade de campos vai influenciar diretamente na taxa de conversão de leads, mas não é bem assim. Assim como na preparação de uma maratona, fazer somente uma das ações pode até ajudar, mas não será o único fator que influenciará a conversão.

Relação entre conteúdo e material de conversão

Quanto maior a relação entre o conteúdo e o material ofertado, maior será o potencial de aumentar sua taxa de conversão. Simples assim: se o artigo fala sobre ‘como alimentar seu cachorro de forma saudável’, um material rico que seja um infográfico das ‘10 melhores rações para cada tipo de cachorro’ terá uma taxa de conversão melhor do que um e-book ‘Dicas de treinamento para cachorros’.

Às vezes criar materiais ricos tão específicos pode ser complexo, além de caro. Mas tente equilibrar os temas para engajar o máximo de visitantes possível.

Sistema de recompensa e punição

Você pode não ter percebido, mas certamente já foi influenciado por esse sistema. Sabe aquela propaganda da TV a cabo “Não perca suas séries favoritas, assine e assista tudo do conforto da sua casa” – esse é um apelo de punição. Ele te faz pensar que ficará sem poder assistir suas séries se não assinar.

Os argumentos de recompensa e punição podem ser usados de forma complementar, basta entender qual o melhor momento para usar cada estratégia.

Para ficar mais claro, veja essas duas abordagens de venda baseado no desejo de recompensa e no medo da punição.

Fonte: Supersonic

Usabilidade desktop e mobile

Segundo dados da FGV, até final de 2017, no Brasil seria possível ter um smartphone em uso por habitante. Se sua empresa quer estar na internet e trabalhar a conversão de leads, de forma profissional, deve-se estar preocupado em criar sites, conteúdos e materiais que são facilmente usados em dispositivos móveis (celulares, tablets, etc).

Ter um site responsivo é o primeiro passo, mas é preciso ir mais além para ter uma boa usabilidade mobile. Sua empresa deve-se preocupar com a experiência do usuário em todo caminho que ele percorre até a compra. Veja umas dicas pra esclarecer esse tópico:

  • Os e-mails da sua empresa abrem em boa qualidade e sem erros em dispositivos mobiles?
  • Os materiais ricos que sua empresa produz possuem boa leitura e opção de zoom (com qualidade) para mobile?
  • Os botões, campos e outros elementos de interação do usuário são facilmente clicáveis (ou seja, não são pequenos e difíceis de conseguir clicar)?
  • Os textos são claros e objetivos? Ou o usuário precisa ler dezenas de textos para tomar uma decisão?
  • O tempo de carregamento está otimizado? Quanto tempo seu usuário leva para abrir um e-mail, uma página ou baixar um material?

Em resumo: repasse todos os pontos de contato da sua empresa com o usuário. Esses elementos devem andar em sintonia com as técnicas de UX (User Experience) ou experiência do usuário, que são mais focadas em ações específicas para um página na internet e envolve alteração de layout, cores, etc.

Técnicas de copywriting

Os textos que sua empresa produz são bons? Essa é uma pergunta difícil de responder, certo? Para te ajudar a chegar numa resposta, responda essas perguntas:

  • Os seus títulos são atraentes, informativos e claros?
  • Você usa números nos títulos principais?
  • Os títulos possuem menos de 6 palavras?
  • Usa dados impressionantes nos títulos?
  • Seus textos são fáceis de ler?
  • Você faz frases (1 linha e meia) e parágrafos curtos (2 a 3 linhas)?
  • Usa subtítulos?
  • Insere lista de tópicos e tabelas?
  • Usa palavras diversificadas e pouco complexas?

Se você respondeu “Sim” a maior parte dessas perguntas: parabéns! Você está usando técnicas de copywriting em seus textos.

Mas o que é copywriting, de fato? Em resumo, é aplicar essas e outras técnicas para criar um texto fluido, informativo e que gere empatia com o leitor. Existem dezenas de estratégias, essas são só algumas, mas se deseja melhorar sua taxa de conversão de leads, comece hoje mesmo essa técnica em seus conteúdos.

Teste e mensure os resultados

Agora você já está com dezenas de ideias para começar a melhorar sua conversão de visitantes em leads. Mas ainda falta um último tópico, tão ou mais importante que os outros.

De nada adianta aplicar todas essas estratégias se você não souber o que está dando certo ou não.

Por isso fazer testes A/B ou multivariáveis é essencial para tomar a decisão definitiva de implementar uma mudança nos seus materiais ou não.

Além de incluir a rotina de testes, deve-se usar ferramentas complementares para acompanhar os dados.

O mais comum entre os profissionais de marketing para acompanhar dados de tráfeg e conversão é o Google Analytics. Mas ferramentas de automação de marketing como a LAHAR, RD Station e Pipz te fornecem esses e outros dados para auxiliar sua estratégia de marketing digital.

Todas essas dicas se relacionam a estratégia de CRO (Conversion Rate Optimization) ou otimização de conversão em português. Que podem ser usadas tanto para conversão de leads, como também para todo tipo de processo de conversão que sua empresa precise melhorar.

Incorpore esses ensinamentos na rotina do seu negócio e veja sua taxa de conversão de leads subir.

E aí, o que achou desse conteúdo? Comente no campo de comentários abaixo!

Este post foi escrito pela equipe da Supersonic, uma consultoria especializada em transformar visitantes em clientes através de Otimização de Conversão.

Post anterior
Entenda as etapas do funil de vendas e como implementá-las na prática
Próximo post
Mandic Cloud obtém a ISO 20.000 com o Supravizio

Posts Relacionados

Nenhum resultado encontrado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu