Metodologia Kaizen e melhoria contínua, dois conceitos profundamente conectados

“Hoje melhor do que ontem, amanha melhor do que hoje.”

Esta frase representa perfeitamente a essência da metodologia Kaizen, uma filosofia japonesa voltada para a melhoria contínua em todas as dimensões da vida das pessoas, seja no aspecto familiar, social, pessoal ou profissional.

Aplicada no universo dos negócios, a metodologia Kaizen de melhoria contínua prega que nenhum dia deve transcorrer na empresa sem que pelo menos alguma melhoria tenha sido realmente efetivada, seja na estrutura organizacional ou na vida dos funcionários.

Desta forma, o Kaizen ficou conhecido no mundo todo por ser um sistema de gestão que gera ótimos resultados, permitindo às empresas que o utilizam reduzirem custos e aumentarem a produtividade de seus funcionários, consequentemente aumentando sua própria lucratividade.

Conheça também o Ciclo PDCA, a metodologia americana de melhoria contínua.

A origem do método de gestão Kaizen de melhoria contínua

A origem da metodologia Kaizen voltada para a melhoria contínua nas empresas se deu no Japão, pouco tempo após o término da Segunda Guerra Mundial.

Devido aos esforços de guerra, a economia do país estava devastada e com sérias dificuldades, e as condições de trabalho dos operários japoneses não eram nem um pouco favoráveis, muito em função das duras leis trabalhistas impostas durante os sete anos de ocupação norte-americana, de 1945 a 1952.

Neste cenário, sindicatos de diversas categorias de trabalhadores japoneses lutavam incessantemente por melhores condições de trabalho e maiores remunerações para os funcionários, e com muito esforço conseguiam alguns acordos que garantiam bonificações e salários mais adequados.

Com o fim da ocupação aliada no início da década de 50, o governo japonês iniciou um projeto de estudos conjuntos na área da administração e gestão, com foco total na qualidade e visando reestruturar a economia e os processos industriais, para que as empresas japonesas pudessem voltar a ser competitivas no cenário internacional.

E assim nasceu a metodologia Kaizen de melhoria contínua. Combinando teorias administrativas do conceituado engenheiro e autor francês Jules Henri Fayol a ideias inovadoras de melhoria em processos do estatístico e professor norte-americano William Edwards Deming, e aproveitando que a filosofia Kaizen já estava fortemente enraizada na cultura japonesa, foi criado um bem-sucedido sistema de aprimoramento constante, que visa não somente o bem da empresa mas também e principalmente o bem do homem que trabalha nela.

O sistema Kaizen de melhoria contínua foi estruturado para estar constantemente buscando e eliminando qualquer tipo de desperdício nas empresas, dos processos produtivos e administrativos à manutenção de máquinas e equipamentos.

As três principais premissas da metodologia Kaizen de melhoria contínua são: estabilidade financeira e emocional aos funcionários, clima organizacional agradável e ambiente de trabalho simples, organizado e funcional.

Confira os nove principais mandamentos do sistema Kaizen de melhoria contínua:

  • Aprender na prática.
  • Todo desperdício deve ser eliminado.
  • Todos os colaboradores devem estar engajados no processo de melhoria.
  • O aumento da produtividade deve ser baseado em ações que não demandem investimento financeiro alto.
  • Deve ser aplicado em qualquer local ou empresa.
  • As melhorias obtidas devem ser divulgadas, como forma de se ter uma comunicação transparente.
  • As ações devem ter foco no local de maior necessidade.
  • O Kaizen deve ser direcionado de forma que seu objetivo seja unicamente a melhoria dos processos.
  • A priorização na melhoria das pessoas deve ser mais importante.

Atualmente, o conceito de BPM (Business Process Management ou Gerenciamento de Processos de Negócio) é reconhecidamente o mais eficiente e eficaz quando se trata da implementação da filosofia de melhoria contínua nas empresas.

Post anterior
A metodologia BPM é o sistema mais eficiente e eficaz para o gerenciamento de processos
Próximo post
Análise e melhoria de processos de negócios: as melhores práticas

Posts Relacionados

2 Comentários. Deixe novo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu