Definição de BPM: saiba como agregar valor ao seu negócio

Uma possível definição de BPM poderia ser:

BPM é uma metodologia sistemática para tornar o fluxo de trabalho de uma empresa mais eficaz, mais eficiente e mais capacitado a se adaptar a um ambiente externo em constante mudança.

Seguindo esta definição de BPM, podemos apontar alguns de seus objetivos.

Objetivos do BPM

  • Aumentar a eficiência e a eficácia dos processos
  • Melhorar a comunicação interna
  • Oferecer informações de qualidade
  • Dar agilidade a coleta de dados
  • Promover a transparência nas informacões
  • Reduzir falhas humana
  • Aumentar a rentabilidade
  • Promover a melhoria contínua
  • Agregar valor para a empresa e as etapas da cadeia produtiva
  • Agregar valor aos produtos e serviços oferecidos

Todos esses objetivos só podem ser alcançados se as pessoas envolvidas nesse trabalho, os analistas de processo, desenvolverem uma capacidade muito importante: entender plenamente os objetivos estratégicos da organização definidos pela alta gestão da empresa.

Para isso, o conjunto de atividades e processos que compõem essa cadeia em direção a entrega de valor ao cliente deve trabalhar em harmonia. Cada processo deve entregar ao próximo elo extamente aquilo que este necessita para ser iniciado corretamente e conforme foi especificado.

Veja mais: Entenda em detalhes o conceito de BPM e como ele se conecta a gestão integrada de processos

Outras definições de BPM

Podemos apresentar com outras palavras, e sem mudar seu sentido já descrito no início deste texto, mais esta definição de BPM:

Definição de  BPM: metodologia que tem o objetivo de melhorar os processos de negócios, definindo cada etapa do que é preciso fazer para atingir os objetivos estratégicos da organizacão, melhorando todas aquelas que realmente agregam valor ao negócio e ao produto ou serviço final e automatizando ou eliminado os demais processos.

Para ampliarmos nosso entendimento sobre o assunto, juntaremos mais uma importante definição de BPM:

Definição de BPM do Guia BPM CBOK

Gestão de Processos de negócio ou BPM – Business Process Modeling é uma abordagem disciplinada para identificar, desenhar (ou projetar), executar, medir, monitorar e controlar processos de negócio, automatizados ou não, para alcançar consistência e resultados alinhados aos objetivos estratégicos da organização, envolvendo, ainda, com ajuda de tecnologia, formas de agregar valor, melhorias, inovações e o gerenciamento dos processos ponta a ponta, levando a uma melhoria do desempenho organizacional e dos resultados de negócios. (2009)

Como se vê, esta última definição de BPM é mais completa e abrangente, tentando não deixar de lado nenhum aspecto importante do BPM.

Veja tabém: Saiba por que a tecnologia BPM é uma peça-chave para automatizar processos de negócio

Algumas vantagens mais específicas da implementação de BPM

Ao descrevermos as vantagens do uso de BPM, muitas vezes acabamos por listar seus objetivos. É claro que estes dois conceitos se relacionam, mas para não nos tornarmos repetitivos, vamos citar algumas vantagens menos óbvias:

  • Excelência operacional
  • Eficiência de custos
  • Retenção de talentos
  • Otimizar a força de trabalho
  • Aumentar a retenção de clientes
  • Atender a norma e regulamento legais

O que se percebe com esta pequena lista de exemplos é que os objetivos específicos, característicos de sua empresa em particular, podem ser alcançados por meio do BPM, veja alguns cases de sucesso:

Todos estes cases de sucesso fizeram uso do Supravizio, a ferramenta BPM da Venki.

10 passos para criar processos com BPM

Antes de finalizarmos este post, achamos importante agregar à definição de BPM um roteiro básico do que é preciso fazer numa organização para se implementar novos processos:

  • Comunique a todos a intenção de criar processos na empresa
  • Formalize um escritório de processos
  • Defina a Cadeia de Valor Agregado da Empresa
  • Relacione processos com a estratégia corporativa
  • Defina prioridades para criar processos na empresa
  • Mapeie os processos (AS IS)
  • Analise e faça um diagnóstico dos processos
  • Defina a visão futura do processo, como ele vai ser (TO BE)
  • Implemente os novos processos criados para a empresa
  • Melhore o processo de forma continuada

Confira os detalhes: 10 passos para criar processos em uma empresa

Organizações em que a prestação de serviços é o foco ou em que grande parte das atividades e processos esta sujeita a intervenção das pessoas são excelentes candidatas ao uso de BPM.

Nesses casos, a possibilidade de usar o BPM para melhorar processos, diminuir falhas, melhorar a comunicação, aumentar a eficiência e a eficácia e agregar valor a empresa e aos produtos é muito grande.

 

Post anterior
Segurança dos alimentos: como o BPM viabiliza este processo
Próximo post
Como melhorar o desempenho de uma empresa com auxílio de BPM

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu